Confissão e arrependimento

Home / Devocional / Confissão e arrependimento

Enquanto eu calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Salmo 32.3

 

Verdade

O pecado parece belo e atraente, mas na verdade enruga a face e repele a vida; ele aparenta vigor e juventude, mas na verdade é sinônimo de pés trôpegos e fraqueza; ele promete firmeza e vida, mas te dá gemidos e morte.

O salmista Davi escreve este salmo possivelmente no período em que havia pecado contra o Senhor (Sl 51.4), adulterando com Bate-Seba e tramando a morte de Urias. O resultado foi terrível; Deus pesou a mão sobre Davi, de modo que ele descreve sua vida como alguém velho e doente: ossos envelhecidos; gemidos durante todo o dia, e todos os dias em que ocultava o seu pecado, as suas forças foram se esgotando, seus músculos de guerreiro murchando como o constante calor do sol faz secar uma planta vigorosa.

Mas Davi encontrou lugar de perdão diante do Deus da Aliança, o homem segundo o coração de Deus (At 13.22), teve o coração movido pelo próprio Deus para o arrependimento e mudança de vida, e ele disse: “Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado” (Sl 32.5).

O pecado é algo terrível que maculou todas as esferas da criação, de forma que quem “encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Pv 28.13).

Pecar na vida do crente não pode ser algo planejado e deliberado, mas é um tropeço por nós não termos sido livrados ainda da presença do pecado. Porém encobrir o pecado diante de Deus como fez Adão com as folhas (Gn 3.7) ou Davi enviando Urias para a frente de batalha (2Sm 11.14), envelhece a alma, adoece o corpo, machuca o próximo, mas sobretudo, afronta ao Deus de toda luz, justiça, santidade e verdade.

Vida

Por isso, corra para Deus, ele enviou o seu filho unigênito para perdoar os pecados do seu povo (Mt 1.21), para que não vivamos a encobrir pecados, para nos fazer nova criação (2Co 5.17), para nos apresentar imaculados diante da sua glória. Logo, quem, pela graça, se arrepende e confessa as suas transgressões com fé no sacrifício de Cristo, encontra nele nova vida e renovo.

Timóteo Sales

Recent Posts