Como tratar o irmão que cai

Home / Devocional / Como tratar o irmão que cai

Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado. Gálatas 6.1

 

Verdade

A caminhada cristã não é feita só de flores, por vezes os servos de Deus tropeçam e caem, porém, o fato de sermos suscetíveis a quedas não nos dá o direito de deliberadamente tropeçar com a desculpa de que a graça é abundante, conforme diz o apóstolo Paulo (Rm 6.1-2). Por outro lado, quando o tropeço ocorre, por vezes, é possível que sejamos maltratados por aqueles que deveriam nos exortar em amor, por aqueles que deveriam ser o suporte maduro para nos conduzir à Cristo.

O apóstolo Paulo fala sobre estes detalhes ao escrever sua carta aos Gálatas. Após ele falar do fruto das obras da carne e do fruto do Espírito, ele exorta que a falta e o pecado devem ser algo que causa surpresa na vida de alguém que é feito irmão em Cristo, ele diz: “se alguém for surpreendido nalguma falta” (Gl 6.1). Logo, cristão praticando alguma das obras da carne, não pode ser uma expressão de forma de vida, mas de tropeço, por não termos sido ainda livrados da presença do pecado.

Mas ele complementa e traz uma palavra aos que são espirituais, ou seja, àqueles que, pela graça, manifestam o fruto do Espírito; e a Palavra é na direção do dever de corrigir os crentes que tropeçam. Ele traz este imperativo para mostrar que não há opção de ver o irmão no erro e ficar passivo. Contudo, ele traz moldes do como deve agir aquele que é espiritual: ele exorta que a correção mútua deve ser procedida com o espírito de brandura; a mesma palavra traduzida como “mansidão” no fruto do Espírito. Paulo afirma ainda que esta correção deve ser embasada por uma vida de piedade, em que há diligência em não tropeçar na mesma falta que está sendo motivo de correção do próximo.

Vida

Quando o irmão tropeçar, lembre-se dos ensinos de Cristo e do seu próprio testemunho, que: repreendeu mostrando brandura a mulher adúltera (Jo 8.1-11); denunciou o pecado da mulher samaritana que tinha vários relacionamentos amorosos antibíblicos, apontando para a salvação (Jo 4); falou com firmeza e amor ao jovem rico (Mt 19.16-30); ensinou como tratar pecados no meio da igreja (Mt 18); e nos trata com firmeza, mas ao mesmo tempo tanto amor quando caímos (Pv 3.12).

Timóteo Sales

Recent Posts