Para onde olhar na hora da crise

Home / Mensagem / Para onde olhar na hora da crise

A crise chega e à crise chega pra todos, para ricos e pobres, para doutores e iletrados, para homens e mulheres, para jovens e velhos. Muitas pessoas, quando a crise bate à sua porta, se desesperam, outras se revoltam contra Deus, outras mergulham nas águas profundas do desespero, atentando alguns contra própria vida. O que fazer quando você se sente encurralado pela crise? Quando você se sente emparedado por situações que você não tem a solução, seja na sua vida, seja na sua família, seja no seu trabalho, seja na sua vida moral e espiritual? Hoje, eu quero tratar deste assunto com você e quero trazer à sua memória esclarecida a história do profeta Isaías. Ele estava vivendo um momento dramático juntamente com a sua nação, o grande líder, rei Uzias, depois de 52 anos de próspero reinado, morre deixando a nação de luto; nesta hora difícil e amarga ele toma uma atitude: ele vai à casa de Deus.

Quando você não tem respostas humanas que acalmem o seu coração, é hora sobretudo de você buscar refúgio em Deus. E quando Isaías entra no santuário de Deus, ele tem uma visão de Deus na sua majestade, no seu resplendor, na sua glória, assentado num alto e sublime trono; seu trono está a rodeado de Serafins, e eles cantam: santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, toda a terra está cheia da sua glória. Nada trata melhor os dramas da nossa alma que o reconhecimento de que Deus é soberano, de que ele está no trono, de que as rédeas da história estão em suas mãos, de que a nossa vida está em seu poder, de que este Deus não apenas é soberano, mas ele é santo, santo, santo. Conhecer a Deus é o propósito maior da vida, é aquilo que acalma o nosso coração; quando Deus se torna o centro da sua vida, quando ele é o eixo da sua história, quando você entende que ele está no controle do universo, mas também dos detalhes da sua vida, o seu coração se aquieta e se acalma.

Na hora da crise você precisa olhar não apenas para cima e ver que Deus é soberano, mas também você precisa olhar para dentro de você. E quando Isaías tem um olhar introspectivo, ele reconhece quão pecador ele era, ele diz: “ai de mim, eu estou perdido, porque eu sou um homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios”. Você não terá condições de ter compreensão de quão pecador você é, a menos que você tenha um entendimento de quão santo Deus é. Quanto mais longe de Deus você estiver, menos percepção você terá do seu pecado, quanto mais perto de Deus você estiver, mais você terá consciência das manchas e máculas do seu coração. A Bíblia diz que Deus é luz, e quando você está diante da luz você tem melhor compreensão de manchas e máculas na sua vida. Quantas vezes também nós precisamos ter essa compreensão de que o pecado ofende a Deus, que os nossos lábios impuros entristecem o Espírito Santo de Deus, o nosso linguajar tantas vezes rebuscados de coisas torpes trazem tristeza ao coração de Deus. O profeta não teve outra atitude senão dizer: ai de mim! ai de mim! Eu estou perdido, porque eu sou um homem de lábios impuros e ao meu redor muitas outras pessoas também têm os lábios marcados pela impureza.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Mas é quando você tem consciência também do seu pecado, é que você recebe uma outra experiência, quando o anjo do Senhor, um Serafim traz uma brasa viva que tirara do altar e toca nos lábios de Isaías e diz: “os teus pecados estão perdoados, as suas manchas estão apagadas, agora você foi purificado”. Que coisa boa é quando você compreende que há perdão para você, quando você entende que o sangue de Jesus, o Filho de Deus nos purifica de todo o pecado; não importa quão pecador você seja, quão longe você tenha ido, quão profundamente você tenha caído, há perdão para você; não há pecado que Deus não perdoe quando há um coração quebrantado, porque Deus não rejeita o coração quebrado.
Você talvez tenha ido longe demais, talvez você tenha pecado e afrontado a santidade de Deus, talvez você tenha destruído a sua reputação, você tenha destruído a sua própria família, você tenha navegado pelos mares mais sujos e revoltos da iniquidade e da impureza, mas mesmo assim eu quero dizer a você que Jesus está aqui hoje para perdoar os seus pecados, para limpar o seu coração, para purificar os seus lábios, para trazer para você pleno perdão e copiosa e gloriosa redenção.

Mas ainda, quando você está passando por um tempo de crise, você precisa olhar para cima e ver que Deus existe, e ele é Soberano, e ele é Santo. Você precisa olhar para dentro e saber que você é pecador, mas você precisa olhar para fora e saber que Deus é o Deus que perdoa pecados, Deus é o Deus que resgata o pecador e dá a ele uma nova vida, e dá a ele um glorioso futuro.
Mas agora este homem olha para além dele mesmo, para além da sua nação, para além das fronteiras, e diz assim: ah, quando eu escuto a voz de Deus: “a quem enviarei? Quem há de ir por nós?” Ele diz: “eis-me aqui, Senhor, eis-me aqui, envia-me a mim. Quando você conhece a Deus, quando você é perdoado por Deus, então você se coloca nas mãos de Deus para ser um instrumento para levar esta boa nova a outras pessoas. E eu quero aqui desafiar você que foi alcançado pela graça, de você não se omitir, de você não se acovardar, de você não calar a sua voz. Semeie esta esperança do Evangelho, distribua esta Palavra viva a outras pessoas, pregue a palavra a tempo e a fora de tempo, há muitas pessoas que, como você, precisam deste Evangelho da graça, desta esperança viva e poderosa, que dá sentido à vida, que traz alegria ao coração, que traz segurança e segurança eterna. Visão de Deus, visão do nosso pecado, visão do perdão de Deus, e visão da obra que Deus tem para você e para mim, para fazermos enquanto é dia, em quanto é tempo.

“No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. As bases do limiar se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniquidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado. Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim” Isaías 6.1-8

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recent Posts