A importância das mulheres no reino de Deus

Home / Mensagem / A importância das mulheres no reino de Deus

Diz a Escritura que Jesus andava de cidade em cidade, de aldeia em aldeia pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus, e os doze discípulos iam com ele. E consta na Bíblia que Maria Madalena, e que Joana, e que Susana, juntamente com outras mulheres e muitas outras mulheres acompanhavam Jesus e seus discípulos nessa itinerância pelas cidades e aldeias da Galileia prestando-lhe assistência com os seus bens. Chamo sua atenção para isso. Note vocês que havia mais de 200 pequenas cidades da Galileia naquela época, e Jesus ia de cidade em cidade, de aldeia em aldeia. E essas mulheres, algumas delas curadas por Jesus, outras libertas por Jesus, e muitas outras, iam acompanhando Jesus, assistindo Jesus com seus bens. Olha bem essa logística: Jesus, mais doze discípulos, treze; três mulheres citadas pelo nome: Maria Madalena, Joana e Susana, dezesseis, mais muitas outras, eu não sei quantas são muitas outras, talvez aí 30 a 40 pessoas; de cidade em cidade, não tinha hotel, não tinha pensão, não tinha hospedaria, a logística da hospedagem, a logística da alimentação, e elas acompanhando Jesus de cidade em cidade, de aldeia em aldeia.

Olha que coisa maravilhosa, Jesus, que podia fazer milagres todo dia para suprir suas próprias necessidades, nunca o fez; ele aceitou a ajuda, a cooperação, a assistência financeira dessas mulheres que patrocinaram financeiramente o seu trabalho itinerante de pregação do evangelho, do evangelho do reino. Jesus falou para seus discípulos, para essas mulheres, que subiria para Jerusalém para ser preso, para ser crucificado, para ressuscitar ao terceiro dia. Quando Jesus sobe para Jerusalém, para a festa da páscoa, mesmo essas mulheres sabendo que Jesus seria preso e crucificado, elas sobem com Jesus, elas não se acovardam. Quando Jesus foi crucificado naquela sexta-feira, 9 horas da manhã, somente João está lá; os outros discípulos se dispersaram, mas aquelas mulheres estavam, corajosa, valentemente, elas estavam presentes.

Diz a Bíblia que quando Jesus morreu na sexta-feira, 3 horas da tarde e foi sepultado antes do final da sexta-feira, ou seja, antes das seis da tarde, aquelas mulheres viram onde e como Jesus foi sepultado. Não consta nem que João estivesse no sepultamento de Jesus, mas aquelas mulheres estavam presentes vendo onde e como ele foi sepultado. Talvez você possa fazer algumas perguntas agora, porque quando terminou o sábado, sexta-feira, 6 da tarde, elas então descansaram no sábado, e quando terminou o sábado, ou seja, sábado, 18 horas, 6 da tarde, mas correram para o mercado para comprar perfumes e especiarias para ungir o corpo morto de Jesus. Elas, que tinham honrado Jesus em vida, querem honrar Jesus na morte.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Mas talvez você pergunte, por que fazer isso? É porque entre a morte de Cristo, sexta-feira 3 da tarde e o sepultamento sexta-feira 18 horas é muito pouco tempo pra pedir permissão para Pilatos, para tirar o corpo da cruz, pra limpar o corpo, pra correr no mercado, comprar lençóis, comprar perfumes, para tirar o corpo dali, levar para o túmulo, fechar o túmulo, e elas olhando tudo isso pensaram: “esse serviço não ficou bem feito, e vamos fazer melhor, vamos fazer bem feito”, elas que serviram a Cristo com seus bens em vida, querem também servir a Cristo mesmo depois de morto. Essas mulheres honraram a Cristo com os seus bens, com a sua vida, com seu amor, com seu testemunho. Essas mulheres foram as primeiras a sair no domingo de manhã ao túmulo de Jesus para honrá-lo; quando chegam lá, a pedra está rolada, o túmulo está aberto, entraram, o túmulo está vazio, e quando elas estão saindo do túmulo, são as primeiras a receberem a visita angelical perguntando para elas: o que vocês vieram fazer aqui, procurar entre os mortos aquele que está vivo? Ele não está mais aqui, ele ressuscitou! Aquelas mulheres foram as primeiras testemunhas da ressurreição de Cristo, aquelas mulheres foram as primeiras pessoas a verem o Cristo ressurreto, aquelas mulheres foram as primeiras a levarem a gloriosa mensagem da ressurreição do Senhor Jesus Cristo, inclusive para os próprios discípulos de Jesus que não acreditaram; aquelas mulheres estavam presentes na ascensão de Cristo; aquelas mulheres retornaram com os discípulos para o cenáculo, para orar dez dias aguardando o cumprimento da promessa do Pai, o derramamento do Espírito Santo, aquelas mulheres estavam no pentecostes quando o Espírito Santo foi derramado; aquelas mulheres que eram cheias do Espírito Santo e anunciaram as virtudes de Deus, as grandezas de Deus; aquelas mulheres estavam participando dos momentos cruciais da história do cristianismo. Eu quero dizer pra você mulher, que as mulheres sempre foram pessoas de vanguarda na família, na igreja, na sociedade e no reino de Deus. Louvado seja Deus por isso! Por esta importante contribuição para a família, para a igreja e para a sociedade, a contribuição das mulheres.

Agora é hora de você mulher se levantar e reconhecer o seu valor diante de Deus, reconhecer seu papel fundamental na família, na igreja e na sociedade. Você que é amada de Deus, que é vaso de honra nas mãos de Deus, que é preciosa aos olhos de Deus; entenda o seu grande papel como aquelas mulheres da Galileia compreenderam, colocando sua vida, colocando seus bens, colocando os seus dons, colocando a sua família nas mãos de Deus para servir a Deus e ao reino de Deus. Eu quero neste momento reconhecer a bênção que você, é mulher cristã, nas mãos de Deus; a bênção que você é mulher cristã na construção da família; a bênção que você é mulher cristã na edificação da igreja de Deus; a bênção que você é mulher cristã na construção de uma sociedade melhor. Deus abençoe sua vida, Deus abençoe o seu coração. Nós queremos orar por vocês neste momento. Deus, nós damos graças pelo exemplo daquelas mulheres da Galileia e por outras tantas mulheres cristãs que tu tens levantado ao longo da história para assistirem à tua causa, com seus bens, e com seus dons, e com seu devotado amor, louvado seja o teu nome, e em nome de Jesus, amém.

Aconteceu, depois disto, que andava Jesus de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus, e os doze iam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens. Lucas 8.1-3.

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recent Posts