O papel do marido e da esposa

Home / Mensagem / O papel do marido e da esposa

Você sabe que nós estamos vivendo uma grande crise na família; nos nossos dias os véus das noivas são cada vez mais longos e os casamentos cada vez mais curtos; as festas cada vez mais requintadas e o relacionamento cada vez mais pobre; muitos casamentos que começam com grande pompa no altar, terminam com muitas feridas nas barras de um tribunal. Por que isso? Via de regra, porque muitos jovens estão entrando para o casamento sem uma reflexão, sem compreenderem quais são os fundamentos do casamento, quais são os princípios que devam reger o marido e esposa na relação conjugal.

O texto de Efésios 5 trata para nós, revela a nós alguns princípios fundamentais para um relacionamento saudável, para uma relação harmônica, para a felicidade conjugal; e eu gostaria de começar dizendo que o papel do marido é amar a sua mulher como Cristo amou a igreja.

É claro que o amor é altruísta, quando o marido quer que sua mulher viva só pra ele, em função dele, e ele quer ser o centro de todas as coisas dentro da sua casa, o casamento adoece; porque o papel do marido é imitar a Cristo, e Cristo amou a igreja e amou-a até o fim. O amor de Cristo é perseverante, ele amou os seus mesmo e apesar das fraquezas dos seus discípulos, amou-os até o fim. Nós não devemos amar até a primeira crise, amar até o primeiro desentendimento, amar até o primeiro problema que surge na vida conjugal, mas o casamento deve ter um amor perseverante.

Segundo lugar este amor é o amor sacrificial; Cristo amou a igreja a si mesmo se entregou por ela. Jesus não usou a igreja como seu escudo para se defender, ao contrário ele se apresentou para morrer pela igreja; você marido, precisa amar a sua mulher mais o que você ama você mesmo; você precisa amar sua mulher a ponto de morrer por ela, dar sua vida por ela; este é o amor guerreiro, esse é um amor combativo, este é o amor sacrificial.

Mas ainda, o seu amor pela sua mulher precisa ser o amor santificador; em outras palavras, a sua mulher precisa ser uma pessoa melhor, mais feliz, e mais segura pelo simples fato de estar casada com você; ela precisa sentir-se protegida pelo seu amor, ela precisa sentir-se valorizada pelo seu amor. Quantas mulheres hoje estão chorando e sofrendo porque o marido não cuida, porque ele é rude no trato, porque ele é infiel no relacionamento, porque não vela pela vida física, emocional e espiritual da sua esposa; se você tratar a sua mulher com dignidade, considerando-a como vaso mais frágil, sendo amável, sendo cortês, sendo cavalheiro, sendo educado, sendo polido, sendo amável, sendo paciente, então você vai perceber que há o retorno disso: uma mulher compreensiva e amorosa com você.

A Bíblia ensina por outro lado que a mulher deve ser submissa ao seu marido como a igreja é submissa a Cristo. Eu reconheço que falar aqui com você de submissão é tratar de um assunto extremamente sensível e delicado na nossa cultura; até porque muita gente não entende o que a Bíblia diz sobre a submissão.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Primeiro, submissão não é ser inferior. A Bíblia diz que Deus é o cabeça de Cristo, Cristo é o cabeça da igreja, e o marido é o cabeça da mulher. Logo, não há diferença de essência entre o Deus Pai, Deus filho, como não há diferença de essência entre marido e mulher, é uma questão de posicionamento e não de valor.

Segundo, a submissão não é ser capacho, não ter vez e não ter voz.

Terceiro, submissão não é de gênero, a Bíblia não diz que a mulher deve ser submissa ao homem não, a Bíblia diz que a esposa deve ser submissa ao marido, portanto é dentro da funcionalidade do casamento e da família que esta relação precisa existir; porque uma família bicéfala, onde tem duas cabeças, não funciona. Nenhuma mulher é feliz mandando no marido e nenhum homem é feliz mandado pela esposa. É preciso que essa relação seja harmônica e muito acordada com princípios claros, para que o relacionamento não adoeça, para que a relação não seja pesada, para que a família não fique sem rumo e sem norte na sua caminhada.

É claro que nenhuma mulher tem dificuldade de se sujeitar a um homem que a ama como Cristo amou a igreja. Você, marido, precisa liderar sua mulher na vida espiritual, ser exemplo para ela, sem intercessor dela, ser amigo dela. Seu papel, mulher, é apoiar seu marido, essa é uma alavanca na vida dele, é ser uma amiga, é ser uma conselheira, é ser uma intercessora, é ser uma aliviadora de tensões. Em outras palavras, na mesma medida em que o marido vive para sua esposa, sua esposa vive para o seu marido, cuidando um do outro, velando um pelo outro, abençoando um ao outro, é que o casamento encontra o seu pleno e maiúsculo significado.

E eu vou dizer mais a vocês, nada é mais importante na construção emocional de seus filhos, do que ver você, marido e mulher, se dando bem no casamento. Mais importante do que coisas, mais importante que o dinheiro, mais importante do que conforto, é seus filhos olhando pra vocês dois e vendo que vocês são felizes, que vocês se respeitam, que vocês se amam, que vocês cuidam do outro.

O maior legado que você pode deixar para os seus filhos é o exemplo de vocês dois; seus filhos observam mais o exemplo de vocês do que escutam as palavras de vocês. É na medida em que vocês vivem em harmonia, cuidando um do outro, amando o outro, respeitando um ao outro, velando um pelo outro, sendo bênção para o outro, bálsamo para o outro, sendo porto seguro um para o outro, é que vocês vão dar aos seus filhos segurança emocional e vocês vão dar saúde emocional para a casa de vocês, para família de vocês. Eu quero então neste momento é aconselhar, exortar você marido, você mulher, você esposa, a investirem mais no casamento de vocês. Tem crise? Tem! Todo casamento tem seus momentos de altos e baixos. Mas a solução não é fugir do casamento, a solução não é pensar em um outro relacionamento, a solução é investir no casamento, é curar as feridas do casamento, é tornar esse casamento mais robusto e feliz, e assim, toda a família vai ser profundamente abençoada.

Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela. Efésios 5:22-25

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recent Posts