Ídolos de estimação

Home / Devocional / Ídolos de estimação

“Não terás outros deuses diante de mim” Êxodo 20.3

 

Verdade

João Calvino disse que o coração do homem é uma fábrica de ídolos. O homem foi expulso da presença de Deus no Éden, e, afastado desta perfeita comunhão (Gn 3.23), punido com a morte espiritual (Gn 2.17), passou a tentar preencher o vazio que ficou no coração. Tateando, ele tenta achar algo que preencha esse vazio eterno.

Guardadas as devidas proporções, é como uma família que perde um filho e tenta encontrar refúgio em um bichinho de estimação, belo e inteligente, mas que jamais preencherá o vazio da perda de um filho, pois este foi feito à imagem de Deus.

Assim, o homem tenta cega, corriqueira, insistentemente buscar refúgios para o vazio de Deus; daí, recorre aos ídolos, que na maioria das vezes não são de prata ou ouro, mas são do mesmo modo, ídolos de estimação. Eles são comprados, ganhados ou conquistados; são cuidados, defendidos “com unhas e dentes”, alimentados com afeto e dinheiro; ganham um espaço em nossa casa, em nossa agenda, em nossa conta bancária, em nossa vida. Nem sempre são ídolos de barro, pedra e madeira, mas a origem sim é a mesma, o trono do coração (Mt 6.21).

Infelizmente continuamos a estimar ídolos, desde o dinheiro até a própria família, colocando-os no lugar que pertence a Deus, priorizando-os acima do reino divino e sua glória, alimentando-os mais do que fazemos com nossa própria fé.

Alguém diria que não tem ídolos em casa, pois não tem a imagem de Maria, Jesus, ou qualquer outra imagem de gesso pendurada na sala ou na escrivaninha. Mas, por vezes, tem bichinhos de estimação: um que exibe “novelas sagradas”, imorais e imperdíveis; uma conta bancária que não possui cartão para os mais necessitados; uma família que possui reuniões mais importantes que o culto ao Senhor; um carro que não pode ser sujo pela goteira do vizinho; uma autoimagem que é superior à imagem de Cristo; dentre outros possíveis de serem fabricados pelo coração corrompido pelo pecado.

Vida

Como almejamos uma igreja que abandone esses ídolos de estimação, eles usurpam o lugar da cruz, o lugar do verdadeiro evangelho, o lugar de Cristo!

Timóteo Sales

Recent Posts