Transformando tragédias em triunfos

Home / Mensagem / Transformando tragédias em triunfos

navioNós estamos vivendo dias de grandes tragédias no cenário internacional e aqui dentro da nação brasileira. Terremotos terríveis, abalos sísmicos na vida política, na economia, nas instituições, nas ruas, nas famílias, dentro do nosso coração. Pensando em tragédias, eu gostaria então de remeter você a essa história bíblica dos tempos mais amargos da igreja primitiva. E esta situação começa desde que o imperador Nero assumiu o governo, no ano 54 da era cristã; desde o dia em que ele, segundo os historiadores, incendiou a própria capital do império no dia 17 de julho do ano 64, quando aquela cidade de mais de um milhão de habitantes é devastada por sete noites e seis dias de incêndio; 70% da cidade de Roma destruída.

A partir daí começa uma perseguição cruel e você vai notar que se Nero pôs fogo em Roma, se Tito pôs fogo em Jerusalém, Domiciano, que governou do ano 81 ao ano 96 pôs fogo nos cristãos. Diante da perseguição crudelíssima deste imperador, Domiciano, que foi o primeiro da história a rogar para si o título de Senhor e Deus, foi este homem que deportou apóstolo João, então pastor da igreja de Éfeso, para a ilha vulcânica do mar egeu, a ilha de Patmos. Valendo destacar que a essas alturas, todos os apóstolos de Jesus já estavam mortos e mortos pelo viés do martírio. A intenção de Domiciano não era apenas calar a voz do último apóstolo de Cristo, mas era jogar uma pá de cal na igreja cristã; a perseguição não era agora apenas em Roma, mas já tinha se espalhado para as províncias do império, como a província da Ásia Menor.

E João já está velho e João agora é jogado na solidão de uma ilha vulcânica para morrer na solidão, Domiciano imperador fechou todas as portas para João na terra, mas quando todas as portas foram fechadas para ele na terra, Deus abriu-lhe uma porta no céu e disse para João: sobe para aqui e eu te mostrarei não as coisas que talvez aconteçam, não as coisas que podem acontecer, mas as coisas que devem acontecer. Aquilo que parecia ser a maior tragédia da igreja, foi a maior porta da esperança da igreja, porque foi ali na ilha de Patmos que Jesus se revela a João de uma maneira tão poderosa, tão gloriosa, quando João vê Jesus na sua glória, andando no meio das igrejas, ele caiu como morto aos seus pés. Aquele Cristo que ele tinha tanta intimidade com ele, a ponto de reclinar em seu peito lá na ceia, no cenáculo, agora João vê o Cristo da glória, seus cabelos são brancos como a neve, seus pés são com o bronze polido, seus olhos são como chamas de fogo, da sua boca saiu afiada espada de dois gumes, diz a bíblia que o seu rosto brilhava como sol no firmamento, e a sua voz era como a voz de muitas águas. Quando João caiu aos seus pés, Jesus põe a mão direita sobre ele e diz assim: não tenhas medo João, eu sou o primeiro e o último, eis que eu estive morto, mas estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno. Nós não adoramos o Cristo que esteve vivo e está morto, nós adoramos o Cristo que esteve morto e está vivo pelos séculos dos séculos. O Apocalipse foi dado a João por revelação de Cristo naquela ilha.

O que é o Apocalipse? É exatamente a profecia de como Deus vai conduzir a história da humanidade, no meio de lutas, de tragédias, de guerras e perseguições, de apertos, de cercos, de angústias e dores, mas a história não está à deriva, o mundo não está à deriva, o nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, está no trono, as rédeas da história estão em suas poderosas mãos, ele está conduzindo a história para a consumação gloriosa da vitória de Cristo e da sua igreja.

O diabo, o dragão, o anticristo, o falso profeta, a grande babilônia, os ímpios, a morte, serão lançados no lago do fogo, mas aqueles que cresceram no Senhor Jesus, cujos nomes estão escritos no livro da vida, esses receberão um corpo de glória, e esses terão dos seus olhos tirada toda lágrima, esses não verão mais nem luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram, esses reinarão com ele para sempre, e sempre, e sempre.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Talvez você hoje está amargando situações tão difíceis; de doença, problemas na sua família, angústias na sua alma, talvez até mesmo a perseguição, talvez você esteja encurralado por uma situação que você não sabe o que fazer, mas eu quero encorajar você a entender uma coisa: Jesus está no trono, as rédeas estão nas suas mãos e ele é poderoso para transformar tragédias em triunfo, para reverter o quadro mais sombrio da sua vida, e escrever o último capítulo da sua história de uma maneira tão gloriosa. Não jogue a toalha, não se desespere, não desista da vida, não pare de crer, não duvide, entenda uma coisa: com Cristo há esperança, ele é a nossa esperança, nele a vida tem sabor, com ele a vida faz sentido, ele pode reverter os dramas da sua vida e trazer a você alegria e paz, salvação e vida eterna.

“Eu, João, irmão e companheiro de vocês na tribulação, no reino e na perseverança em Jesus, estava na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus. Achei-me no Espírito, no dia do Senhor, e ouvi atrás de mim uma voz forte, como de trombeta, dizendo: — Escreva num livro o que você vê e mande-o às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia. Voltei-me para ver quem falava comigo e, ao me voltar, vi sete candelabros de ouro e, no meio dos candelabros, um semelhante a um filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com um cinto de ouro” Apocalipse 1.9-13

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recommended Posts
Clique e assista ao vídeo desta mensagem!casa fogo