Ressurreição, nossa gloriosa esperança

Home / Mensagem / Ressurreição, nossa gloriosa esperança

tumulovazioO apóstolo Paulo, o grande bandeirante do cristianismo, escreve a sua primeira carta aos Coríntios da cidade de Éfeso, e no capítulo 15 desta carta, ele faz a mais abrangente e completa exposição sobre a ressurreição de toda a Bíblia. Ele trata deste assunto olhando a ressurreição no passado, como um fato histórico incontroverso, ele olha também para a ressurreição no presente um artigo de fé, ele olha para a ressurreição no que tange ao futuro, como a bendita esperança.

Paulo escreve para uma igreja da Grécia, que era a capital da província da Acaia, e os gregos acreditavam na imortalidade da alma, mas não acreditavam na ressurreição do corpo. Para um grego a morte livrava a alma da prisão do corpo. Portanto, os gregos, governados pelo dualismo, matéria má, espírito bom, não aceitavam três doutrinas do cristianismo; nem a criação, nem a encarnação, nem a ressurreição. Para eles, ressurreição era voltar esta alma, liberta pela morte, novamente para o corpo e eles não entendiam isto. Então, o que estava acontecendo? Esse pensamento grego começou a influenciar as igrejas do primeiro século, sobretudo na região da Grécia. E aí quando uma pessoa morria, uma pessoa crente, salva, eles não tinham esperança de que essa pessoa pudesse ressuscitar; eles até acreditavam que Cristo tinha ressuscitado dentre os mortos, mas não acreditavam que um crente pudesse ressuscitar.

E Paulo escreve esse capítulo para mostrar para eles que a ressurreição de Cristo é o pilar da nossa fé, que a sepultura aberta e vazia de Jesus Cristo é o berço da igreja. Se Cristo ressuscitou, nós também vamos ressuscitar, mas de fato ele ressuscitou, e ele é as primícias dos que dormem. Nós temos uma viva esperança, o nosso último endereço não é um túmulo gelado. A morte não tem a última palavra, Jesus matou a morte com a sua morte, arrancou o aguilhão da morte, e ele ressurgiu dentre os mortos, e como ele ressurgiu, nós também ressuscitaremos. A grande pergunta é: Como será esse corpo da ressurreição? Será que nós vamos nos conhecer no céu? Será que lá no céu nós vamos ter um corpo parecido com este? Aí eu quero então tratar deste assunto com você, trazendo lhe algumas respostas. Quando fizeram essa pergunta: em que corpo vem na ressurreição? Paulo respondeu: “Insensato! O que semeias não é exatamente aquilo que tu vais colher”. E o que Paulo quis ensinar com isso? Há uma continuidade e uma descontinuidade na ressurreição, por exemplo, se morre José da Silva, não é o Antônio Pereira que vai ressuscitar, é o José da Silva. Se morre um crente, não é um ímpio que vai ressuscitar, se morre um ímpio, não é um crente que vai ressuscitar. No dia do juízo, quando Jesus voltar. Diz a Bíblia que ao ouvirem a voz de Deus, os mortos sairão dos seus túmulos, uns para a ressurreição da vida, outros para a ressurreição do juízo.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Agora, como é que vai ser esse corpo da ressurreição? Paulo diz o seguinte: “semeia corpo na corrupção, ressuscita-se na incorrupção. O que significa isso? O nosso corpo fica velho, fica cansado, fica doente, mas o corpo da ressurreição não vai ficar doente, nem cansado, nem senil. Quem, por exemplo, morre com 100 anos, não vai ser um vovozinho glorificado do céu, um feto, que não chegou a nascer, não vai ser um feto glorificado no céu, nós vamos ter no céu um corpo perfeito, semelhante ao corpo da glória do Senhor Jesus. O corpo da ressurreição não vai brigar, nem com a balança, nem com o espelho, nós vamos ter um corpo perfeito, semelhante ao corpo da glória de Jesus Cristo. Paulo diz ainda o seguinte: semeia-se corpo em desonra, ressuscita-se em glória. Esse corpo nosso, às vezes, ficar caquético, macérrimo, surrado pela doença, pele e osso, mas o corpo que vai ressuscitar, esse é um corpo glorioso. A Bíblia diz que: aos que muitos conduzirem à justiça, brilharão como sol no firmamento. Vamos ter um corpo glorioso, um corpo parecido com o corpo de Jesus, é este o corpo que aguarda você por toda a eternidade na ressurreição. O apóstolo Paulo diz assim: semeia-se em fraqueza, ressuscita-se em poder. Pense comigo no corpo da ressurreição de Jesus; quando ele ressuscitou com o corpo de glória, ele entrava numa casa com a porta fechada, sem precisar abrir a porta, ele saía de Jerusalém, aparecia na Galileia, mais de 100 quilômetros, sem precisar percorrer o trecho. Ele foi assunto aos céus entre nuvens, com seu corpo de glória, assim será o corpo da ressurreição. Teremos um corpo poderoso, nós vamos habilitar novos céus e nova terra, louvado seja o Senhor! Assim será o corpo da ressurreição.

Mas Paulo vai usar outra figura, ele diz aí, no versículo 39, nem toda a carne é a mesma, porém uma é a carne do homem, outra a dos animais, outra das aves, outra dos peixes. Será que Paulo está ensinando que os animais, os peixes e as aves vão ressuscitar? Não, de forma nenhuma! Mas se você botar na mesma cova o corpo de um homem, o corpo de um animal, o corpo de uma ave, de um peixe, daqui a anos é pó, mistura-se pó de homem, pode ave, pó de peixe, pó de animal, mas no dia da ressurreição os que estão no pó ouvirão a sua voz, e só pó de homem vai ressuscitar. Os anjos têm espírito, não tem corpo, os animais têm corpo, mas não tem espírito, o homem tem corpo e espírito. O que dorme é o corpo, a alma, o espírito no momento da morte é aperfeiçoado e entra na glória para reinar com Cristo. No dia que Jesus voltar, quando a trombeta de Deus ressoar, os mortos, em Cristo, ressuscitarão primeiro e os vivos que estiverem serão transformados e arrebatados para encontrar o Senhor Jesus nos ares, e assim nós estaremos para sempre como o Senhor. Essa é a nossa vida há esperança, essa é a nossa gloriosa convicção. Nós teremos um corpo de glória semelhante ao corpo da glória do Senhor Jesus. Mas aqueles que não se arrependeram, que não creram no filho de Deus, eles vão ressuscitar para a ressurreição da condenação eterna. Vão ser banido para sempre da presença de Deus, não haverá consolo e nem descanso. Mas se você crer em Jesus, o filho de Deus, você tem a vida eterna agora e você terá um corpo de glória naquele glorioso dia da ressurreição.

O que você vai fazer? Agora é hora de você crer em Jesus, recebê-lo como seu Salvador, e então ter salvação e vida eterna agora e ter uma viva esperança: a gloriosa esperança da ressurreição naquele dia final.

“Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm? Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer; e, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser, mas o simples grão, como de trigo ou de qualquer outra semente. Mas Deus lhe dá corpo como lhe aprouve dar e a cada uma das sementes, o seu corpo apropriado. Nem toda carne é a mesma; porém uma é a carne dos homens, outra, a dos animais, outra, a das aves, e outra, a dos peixes. Também há corpos celestiais e corpos terrestres; e, sem dúvida, uma é a glória dos celestiais, e outra, a dos terrestres. Uma é a glória do sol, outra, a glória da lua, e outra, a das estrelas; porque até entre estrela e estrela há diferenças de esplendor. Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder. Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.” 1ª Coríntios 15.35-44

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recommended Posts
contentamentobible