Quão grande é o teu Deus?

Home / Mensagem / Quão grande é o teu Deus?

mundo noiteA história de Jó é provavelmente a história mais dramática registrada na Bíblia. Jó era um homem riquíssimo, tinha dez filhos, a família bonita, amigos preciosos, e este homem foi avaliado por Deus como o homem mais piedoso da sua geração. Homem íntegro, reto, temente a Deus, que se desviava do mal. Satanás, porém, questionou Deus acerca disso e disse que Jó só servia a Deus por interesse, disse que ninguém é capaz de amar mais a Deus do que o dinheiro, do que a família, do que a si mesmo. Sem que Jó soubesse, Deus constitui Jó em seu advogado na terra, e permite Satanás tocar nos bens de Jó, na família de Jó, e na vida de Jó, colocando um limite: só não pode tirar a sua vida.

O inimigo, por mais perverso e cruel, ele está limitado por Deus, ele só pode ir até onde Deus o permitir. Mas para que ficasse provado que Jó servia a Deus, não por aquilo que Deus dava pra ele, mas por quem Deus era, Deus permite que Satanás, então, tocasse nos bens de Jó, na família de Jó e na saúde de Jó. E esse homem rico vai à falência; e esse homem, que era um pai exemplar, sepulta seus dez filhos num único dia; esse homem que tinha uma saúde inabalável vira uma carcaça humana, uma ferida aberta, uma chaga viva; esse homem que tem um casamento estável, a sua mulher na hora da crise diz para ele: ainda conserva sua integridade Jó? Amaldiçoa Deus e morre. Esse homem que tinha amigos, que vieram para consolá-lo, acabam não entendendo a situação e assacando contra Jó os mais pesados libelos acusatórios, chamaram-no de ladrão, de adúltero, de louco, de ter se enriquecido roubando órfãos e viúvas.

Esse homem no auge da sua dor se defende, esse homem levanta aos céus 16 vezes a mesma pergunta: “por que, meu Deus?”, “por que eu estou sofrendo?”, “por que a minha dor não cessa?”, “por que é que eu sepultei os meus filhos?”, “por que eu não morri no ventre da minha mãe?”, “por que eu não morri ao nascer?”, “por que o Senhor não me mata de uma vez?”. Ele levantou aos céus 34 queixas contra Deus, a única resposta que ele encontrou foi o silêncio de Deus, nem uma palavra, nenhuma explicação. Talvez o silêncio de Deus grita mais alto nos ouvidos da nossa alma, do que o ruído mais barulhento das circunstâncias mais adversas. Jó está no fundo de um poço, foi golpeado nas cinco áreas mais importantes da vida; área financeira, a saúde, o casamento, os filhos e as amizades. Mas quando ele está no fundo de um poço, e você só pode olhar para cima quando está no fundo de um poço, ele ergue os olhos para o céu e arranca de dentro do peito um brado de esperança quando disse: mas uma coisa eu sei, é que o meu redentor vive, o meu redentor vive. E neste momento Deus se revelou para ele, fazendo a ele 70 perguntas, despejando em cima dele torrentes caudalosas da sua majestade, da sua soberania, do seu poder, da sua grandeza, e é nesse momento que Jó cai em si; é nesse momento que os olhos da alma são abertos para Jó fazer uma das mais lindas confissões da Bíblia, quando ele diz assim: agora eu sei que tudo podes e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

Você e eu, como Jó, temos limitações intransponíveis, temos fraquezas físicas, emocionais, morais e espirituais. Mas é maravilhoso você saber, que apesar de você ser fraco, o seu Deus, o Deus único, vivo e verdadeiro, tudo pode. Para ele não tem impossíveis, para ele não tem doença incurável, para ele não tem casamento irrecuperável, para ele não tem problema sem solução, todas as coisas são possíveis para Deus. Eu não sei que tipo de luta você passa, que tipo de problema você enfrenta, que tipo de dor pulsa e lateja em seu peito, mas saiba de uma coisa, Deus é maior que o seu problema, Deus se importa com você, ele não desperdiça sofrimento na vida de seus filhos, se ele está permitindo você passar por uma crise é porque ele quer trazer coisas grandes e gloriosas na sua vida através desse sofrimento.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Jó entendeu que Deus é grande, Jó entendeu que a nossa vida não está solta, ao léu, jogada de um lado para o outro, ao sabor das circunstâncias, Jó não acreditava em acaso, nem em sorte, nem em azar, nem em olho gordo, nem em sexta-feira 13, nem em misticismo. Jó entendia uma coisa: os planos de Deus não podem ser frustrados. Deus tem um plano na sua vida, Deus ama você desde toda a eternidade. E a prova do amor de Deus para você é que ele enviou o seu filho Jesus Cristo, por amor a você, para morrer por você e pelos seus pecados, para dar a você a vida eterna. O sofrimento que você está passando aqui é leve e momentâneo em comparação com a glória que Deus preparou para você; você que crê em Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. Aqui tem dor, aqui tem lágrima, aqui tem sofrimento, aqui tem luto, mas essa luta, essa dor, esses dramas do agora, eles hão de passar, eles hão de passar, e então nós estaremos para sempre com o Senhor, ele vai enxugar dos nossos olhos toda lágrima, ele vai restaurar plenamente a nossa vida, e nós viveremos com ele para sempre. Deus restaurou a sorte de Jó, restaurou sua saúde, restaurou seus bens, restaurou seu casamento, restaurou suas amizades, e Jó teve mais de dez filhos, agora ele tem dez filhos no céu e dez filhos na terra. Deus é o Deus da restauração, Deus é o Deus da restituição, Deus é o Deus que transforma tragédias em triunfo.

Então Jó respondeu ao SENHOR e disse: “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado” Jó 42.1-2.

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recommended Posts
Clique e assista ao vídeo desta mensagem!cross-211992_1920