Ansiedade, o cárcere da alma

Home / Mensagem / Ansiedade, o cárcere da alma

prison-553836_1920Eu quero então conversar com você sobre a ansiedade, o cárcere das emoções. A ansiedade é hoje um problema universal, talvez é o mal deste século; atinge pessoas de todas as faixas etárias, de todos os estratos sociais, de todos os credos religiosos. A ansiedade atinge o homem da cidade, o homem do campo, atinge o doutor e o analfabeto, a ansiedade coloca as suas garras nas pessoas cristãs e nas pessoas não cristãs, a ansiedade é chamada de “a doença mais democrática da nossa geração”. Como é que você lida com isso? Você é daquele tipo de gente que vive tomada pela ansiedade? Você é daquele tipo de pessoa que antecipa os problemas e passa a sofrer por eles antes deles chegarem? Ou você é daquele tipo de gente fica roendo as unhas? Ou você é daquele tipo de gente que o problema estava vindo lá do outro lado do atlântico, e você pensa que já está batendo à porta da sua casa, você sofre antecipadamente? Hoje eu quero tratar deste assunto com você à luz da palavra de Deus.

A ansiedade é muito prejudicial à sua vida, é por isso que Jesus Cristo disse que você não deve ficar ansioso por aquilo que você vai comer, vai beber, vai vestir, onde você vai morar; porque quando você fica ansioso, você fica preocupado, pré ocupação é você se ocupar de alguma coisa antes da hora, quando essa situação ou esta circunstância ainda não aconteceu, não está acontecendo, você antecipa e às vezes sofre desnecessariamente porque 70% dos assuntos que nos deixa ansiosos nunca vão acontecer. Por isso, a ansiedade ela não é só inútil, ela é prejudicial, porque em vez de você se fortalecer para enfrentar os prováveis ou possíveis problemas do amanhã, você se enfraquece, você perde energia, você perde o foco, você perde a força; se o problema vier de fato a acontecer, você vai sofrer duas vezes, já sem condições emocionais de enfrentá-lo. Quando a gente fica dominado pela ansiedade, nós estamos dizendo o seguinte: eu domino a minha vida, eu controlo a minha vida e eu tenho que tomar os destinos da minha vida em minhas mãos. Há pessoas que ficam ansiosas porque elas moram no passado, elas vivem de reminiscências, moram na saudade; e aí a vida para ela é uma olhada sempre pelo retrovisor. Há outras pessoas que ficam ansiosas porque elas também só olham para o futuro, elas não enxergam presente, elas têm a visão do farol alto, mas vivem sempre com medo do que vai acontecer; medo de ficar doente, medo de casar, medo de divorciar, medo da morte, medo da vida, medo das pessoas, medo do futuro, e às vezes as pessoas não vivem hoje com medo do amanhã.

A ansiedade é um sinal muito claro no coração de que nós não acreditamos que Deus é suficientemente bom e poderoso para tomar conta da nossa vida. Quando eu me rendo à ansiedade, eu estou dizendo o seguinte: a minha vida não tem um refúgio seguro, não existe alguém que se importa comigo, que toma conta de mim, que dirige o meu destino, que me sustenta com seu poder. É por isso que o apóstolo Paulo, quando escreveu em sua carta aos Filipenses, disse para aquela igreja assim: não andeis ansiosos de coisa alguma, em tudo porém sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças e a paz de Deus que excede todo entendimento guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Ou seja, quando eu estou ansioso, eu preciso parar um pouquinho e pensar o seguinte: Deus existe? Ele é bom? Ele é poderoso? Ele me ama? Ele cuida de mim? O meu futuro está nas mãos dele? Ele se importa comigo?

O apóstolo Paulo vai nos dizendo que quando eu entendo que Deus é soberano, que Deus é bom, que Deus é meu Pai, que ele cuida de mim, que ele cuida das aves dos céus, disse Jesus, das flores do campo, e eu tenho maior valor que as aves dos céus e as flores do campo, então eu posso descansar no cuidado do Pai. Em vez de você viver neste cárcere emocional, em vez de você viver nessa masmorra escura da ansiedade, em vez de você ficar roendo as unhas com medo do amanhã; o que vai acontecer com você, com sua família, se você vai ter emprego, se você vai ter salário, se você vai ter saúde, se os seus amigos estarão do seu lado, se o seu cônjuge vai permanecer com você, descanse o seu coração! Viva o hoje, viva o agora na dependência de Deus, com alegria, com gratidão na sua alma; não atormente o seu coração com os flagelos do amanhã, porque basta ao dia o seu próprio mal, disse Jesus. Então, como é que você lida com a ansiedade?

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Quando você adora a Deus por quem Deus é, quando você pede a Deus porque ele é seu Pai, quando você dá graças a Deus por aquilo que ele já tem feito na sua vida; no lugar de ansiedade, que é uma espécie de estrangulamento emocional, que é um sufoco da alma, que é a tortura da mente, que é a falta de oxigênio emocional na sua vida, você vai experimentar a paz de Deus, a paz de Deus que excede todo entendimento. Essa paz vem reinar na sua vida, governar sua cabeça, governar seu coração, dominar suas emoções, dominar sua razão, e desta forma, quando a ansiedade tentar entrar na cidadela da sua alma, não vai conseguir, porque existe uma proteção divina, uma muralha divina, uma sentinela divina ao redor da sua mente e do seu coração. Não viva mais ansioso, ponha a sua ansiedade aos pés de Jesus, ele tem que cuidado de você, descansa em Deus, entrega, confia, descansa, ele sabe o que faz da sua vida; você não é a lasca de lenha jogada no mar da vida, empurrada de um lado para o outro ao sabor das circunstâncias, sua vida tem muito valor para a Deus, você é precioso para Deus, ele ama você com amor eterno, ele se importa com você, ele cuida de você; não fique ansioso, espere em Deus, confie em Deus, descanse em Deus e encontre alívio para o seu coração, deste mal que assola você.

“A seguir, Jesus se dirigiu aos seus discípulos, dizendo: — Por isso, digo a vocês: não se preocupem com a sua vida, quanto ao que irão comer, nem com o corpo, quanto ao que irão vestir.23 Porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as roupas” Lucas 12.22-23

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recommended Posts
familiacompletacopo agua