A dramática realidade do inferno

Home / Mensagem / A dramática realidade do inferno

fire-2777580_1920Lucas 16 retrata a conhecida parábola do rico e do Lázaro. Essa parábola é fácil de ser interpretada, porque ela mostra que a vida não é apenas viver e a morte não é apenas morrer. Esta parábola conta para nós duas cenas: a primeira delas, antes da sepultura e a segunda, depois da sepultura. Antes da sepultura, tem um homem rico, que vive trajando roupas finíssimas, púrpura, linho finíssimo e regalando-se em grandes banquetes. Ao mesmo tempo, há um mendigo, cheio de chagas, desejando alimentar-se das migalhas que caiam da mesa, e os cães vinham lamber-lhe as feridas. Do lado de cá da sepultura, um celebra a vida, o outro amarga a triste realidade da pobreza e da doença.

Muitas vezes, quando você olha para a vida, você enxerga pessoas hoje no apogeu da glória, desfrutando de riqueza, de saúde, de sucesso, de glamour, enquanto outros, talvez no vale das duras provas sofrem a pobreza, a doença e até mesmo o desprezo. Essa é a primeira cena do lado de cá da sepultura. Mas do outro lado da sepultura, diz a Bíblia, que o rico morreu e foi sepultado. Talvez no seu funeral houve muitos elogios, muitos aplausos, condecorado como um grande homem de sucesso na vida. Mas diz a Bíblia que ele foi sepultado, e no inferno, estando em tormento, clama por ajuda, clama por socorro, clama por alívio, de uma gota d’água pelo menos, para refrescar a sua língua, atormentado naquelas chamas; e foi dito a ele que isso era impossível, pois havia um grande abismo que não poderia permitir que os que estivessem no céu passassem para lá para o inferno, nem os que estivessem no inferno pudessem passar para o céu.

Diz a Escritura que também o Lázaro, o mendigo, morreu, e foi escoltado pelos anjos para o seio de Abraão, para desfrutar de bem-aventurança eterna. O quadro se inverte, o que vivera regaladamente na terra e se esquecera de Deus, morre e vai para o inferno, o que vivera na mendicância, mas confiava em Deus, morre e é levado para o céu, para o seio de Abraão, para a bem-aventurança eterna. Eu preciso dizer para você que o inferno não é um mito, o inferno não é um arranjo criado pela igreja para intimidar você, para criar terrorismo espiritual no seu coração, o inferno é uma dura realidade, e o inferno é o lugar onde aqueles que rejeitaram a graça de Deus, sofrerão eterna penalidade. A Bíblia descreve este lugar como lugar de trevas, como o lugar onde as pessoas serão banidas para sempre da presença de Deus, onde o fogo não se apaga e onde o verme jamais deixa de roer. A Bíblia descreve este lugar como lugar de choro e ranger de dentes.

Talvez você diga: mas isso é cruel demais, falar sobre um assunto desse, gostaria de ouvir uma mensagem mais palatável, mais doce, mais acessível ao meu gosto, que me trouxesse alívio dessas minhas tensões. Mas deixa eu dizer uma coisa para você: é melhor ouvir sobre o inferno, do que ir para lá. A pessoa que mais amou no mundo, foi Jesus Cristo, o filho de Deus; ninguém falou tanto no inferno quanto Jesus, porque é preciso alertar sua alma, é preciso alertar o seu coração para você fugir da ira vindoura, para você não ir para este lugar de tormento eterno, onde não há mais escape, onde não há mais saída, onde você não terá mais suas súplicas atendidas, nem suas necessidades socorridas.

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Clique e assista ao vídeo desta mensagem!

Como você pode escapar do inferno? Só existe uma maneira, você precisa reconhecer que é um pecador e que o salário do pecado é a morte, você precisa reconhecer que pelos seus méritos, pelas suas obras, pela sua religião, pelos seus predicados morais você não pode ser salvo; você precisa reconhecer que o pecado é maligníssimo, que o pecado é pior do que a pobreza, do que a solidão, do que a morte; porque todos esses males não podem afastar você de Deus, mas o pecado afasta você de Deus agora e para sempre. Você precisa reconhecer que somente em Jesus você encontra escape da condenação eterna. Você precisa correr para Jesus, ele é o salvador, ele perdoa pecados, ele transforma sua vida, ele muda o seu destino, ele pega você do estado de depravação, de decadência, de opressão, de escravidão, e transforma o seu coração, dá a você um novo coração, uma nova mente, uma nova vida, ele liberta você dessa prisão espiritual, ele tira você do império de trevas, da potestade de Satanás, e torna você livre. E quando você põe a sua confiança em Jesus, não tem mais condenação para você, não tem mais inferno no final da linha, não tem mais juízo condenatório sobre a sua vida, quando você confia no filho de Deus, você tem os seus pecados perdoados, você tem a vida eterna, você tem a alegria da salvação.

Alguém já perguntou: mas onde fica o inferno? Eu respondo para você: o inferno fica no final de uma vida sem Cristo. A Bíblia diz que ao homem está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo. E naquele grande dia do juízo, o Senhor Jesus vai dizer aos que estiverem à sua esquerda: apartai-vos de mim malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Oh, que destino terrível! Oh, que eternidade sofredora! Oh, que angústia cruel e sem consolo! Mas hoje ainda há escape, hoje ainda é tempo de você fugir da ira vindoura, hoje ainda é tempo de você se arrepender dos seus pecados, hoje ainda é tempo de você crer no filho de Deus como seu Salvador pessoal, como Senhor da sua vida, e você terá então a alegria do perdão, da salvação, da vida eterna. Que decisão você vai tomar? Hoje, Deus coloca diante de você a bênção e a maldição, a vida e a morte. Escolha a vida, para que você viva. Deus não tem prazer na morte do ímpio, mas que ele se converta e viva! Então, hoje é o dia oportuno de Deus na sua história, hoje é o dia da sua salvação; renda-se a Cristo, confesse-o como Senhor da sua vida e você receberá dele a vida eterna.

Ora, havia certo homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo e que se alegrava todos os dias com grande ostentação. Havia também certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de feridas, que ficava deitado à porta da casa do rico. Este desejava alimentar-se das migalhas que caíam da mesa do rico, e até os cães vinham lamber-lhe as feridas. E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. — No inferno, estando em tormentos, o rico levantou os olhos e viu ao longe Abraão, e Lázaro junto dele. Então, gritando, disse: “Pai Abraão, tenha misericórdia de mim! E mande que Lázaro molhe a ponta do dedo em água e me refresque a língua, porque estou atormentado neste fogo.” Mas Abraão disse: “Filho, lembre-se de que você recebeu os seus bens durante a sua vida, enquanto Lázaro só teve males. Agora, porém, ele está consolado aqui, enquanto você está em tormentos. E, além de tudo, há um grande abismo entre nós e vocês, de modo que os que querem passar daqui até vocês não podem, nem os de lá passar para cá.” Lucas 16.19-26

Rev. Hernandes Dias Lopes

Recommended Posts
dinheiro riquezaseedling-1284663_1920